Encontre aqui seu Software

Busca simples


Busca Avançada

Machu Picchu, uma das maravilhas do mundo atual

Postado por Redação em 18/07/2021 em Atrações Turísticas

Machu Picchu é um lugar impressionante, com muitos encantos e energias, um destino muito procurado pelo viajantes. Para os amantes de aventuras e viagens, é um destino que não pode ser deixado de lado.

A cidade foi descoberta em 1911, pelo arqueólogo Hiram Bingham e desde então tornou-se um lugar cheio de mistérios e peculiaridades.

É conhecida como “cidade perdida dos Incas” tem muita energia que faz com que os visitantes desvendem um pouco do conhecimento guardado de um povo muito avançado para sua época.

Machu Picchu está localizada a uma altitude de 2.450 metros acima do nível do mar.

A cidade foi construída com pedras variando entre 10 e 15 kg cada uma, sendo que algumas delas chegam a pesar toneladas, porém todas elas tem um encaixe perfeito entre elas, o que nos impressiona.

História de Machu Picchu

No coração dos Andes peruanos, situa-se Machu Picchu, a sagrada cidadela inca construída, segundo estimativas em 1450 e descoberta em 1911.

Machu Picchu ainda esconde enigmas e mistérios sobre seu real propósito, continuando ocultos até o dia de hoje e que despertam o interesse tanto de visitantes como de arqueólogos do mundo todo.

Devido a sua estratégica localização no topo de uma alta montanha, existem diversas teorias sobre o que pôde significar para os incas. Algumas sustentam que foi construída como um grande mausoléu para o inca Pachacútec, enquanto outras afirmam que foi um importante centro administrativo e agrícola cujas áreas de cultivo serviram para o sustento de seus habitantes. No entanto, também se considera que foi utilizado como um necessário nexo entre os Andes e a Amazônia peruana ou como uma residência de descanso para o governador inca.

A verdade é que Machu Picchu forma um dos maiores símbolos do que foi a impressionante arquitetura e engenharia do Império Inca. Ainda que sua origem continue sendo objeto de estudo, o valor e transcendência que representou em sua época, assim como seu imponente desenho, lhe concederam o reconhecimento de ser considerada uma das sete maravilhas do mundo moderno.

Uma curiosidade que torna o lugar ainda mais interessante e surpreendente é saber que os moradores eram pequenos: os homens tinham, em média, 1,55m e as mulheres, 1,25m. Sabendo disso, é quase impossível não se perguntar como um lugar tão grandioso foi construído.

 

 

O que fazer em Machu Picchu

O parque Arqueológico de Machu Picchu possui templos, muros, casas e várias outras ruínas utilizadas pelas famílias que os habitavam.

O recomendado é chegar o mais cedo possível pois além do sol estar um pouco mais fraco, você consegue ter mais tempo para se conectar ao local, conhecer todo o sítio, tirar fotos e relaxar.

Esse passeio exige um pouco mais do estado físico, pois são muitas subidas.

Recomenda-se pegar um mapa na entrada do parque para conseguir se guiar melhor.

Levar uma água e um lanche nutritivo também é recomendado.

 

O sítio também oferece opções de lanches, porém pode ser um pouco mais caros.

Há montanhas mais íngremes ao fundo, que também podem ser visitadas, porém com um número restrito de visitantes. Apenas 200 por dia.

Elas se chamam Huayna Picchu. Elas estão a mais de 2700 metros acima do nível do mar.

Qual é a melhor época para visitar?

Machu Picchu fica em uma região que chove durante o verão, ou seja, o período entre novembro e março não é muito indicado.

A temporada é de maio a setembro, época em que chove menos, porém nos meses de junho e julho são mais indicados, pois a probabilidade de precipitação é menor.

A temperatura média anual da região está na casa dos 20ºC, e cai quase pela metade à noite, mas no inverno as temperaturas podem chegar a 0ºC.

As mesmas dicas acima valem para quem pretende conhecer Cusco.

 

Dicas:

  • Leve seu passaporte ao sítio arqueológico, pois um funcionário carimba a folha na saída do parque e ele fica como recordação dessa visita maravilhosa.
  • Os brasileiros não são obrigados a tomar nenhuma vacina para entrar em território peruano, mas para quem viaja a algumas áreas, a vacina contra febre amarela é recomendada
  • A moeda local é o Novo Sol (soles). Cartões são aceitos, porém recomenda-se levar dinheiro em mãos
  • Não é possível comprar os ingressos para Machu Picchu na entrada do parque. Você terá que comprar seus tíquetes em Cusco, Águas Calientes ou pelo site oficial . Compre com antecedência.
  • Estudantes com carteirinha internacional pagam meia entrada.
  • Leve seu protetor solar.
  • Recomenda-se tomar bastante água.
  • Não acelere o ritmo das subidas, pois o ar é rarefeito e aumenta a incidência do cansaço.
  • Use repelente.
  • Vá de roupas leves e confortáveis.
  • Não é um roteiro indicado para quem tem filhos pequenos ou para pessoas com dificuldades de locomoção.

Fonte: Redação

Postado por Redação em 18/07/2021 em Atrações Turísticas

Para tornar sua experiência mais agradável usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o Portal ERP. Acesse nosso 'Termos de Uso e Política de Privacidade' para saber mais. Ao clicar em 'Aceitar', você consente com a otimização do site pelo uso de cookies.