Uma viagem cervejeira por Brugges, muito além de seus canais


Famosa por seus canais a cidade de Brugges é uma das mais visitadas de toda a Bélgica.

Conhecida como a “Veneza do norte”, Brugges costumeiramente é considerada pelos turistas um destino apenas de “bate-e-volta” à partir de Bruxelas, dada sua proximidade e a facilidade de acesso por trem.

Canais de Brugges

Mas a cidade guarda alguns tesouros escondidos que fazem merecer que você fique por lá pelo menos alguns dias: seus lendários e antigos bares especializados em cervejas! E aqui vamos listar alguns deles.

Café Vlissinghe

foto: Eduardo Oliveira – Beertrip
Descrição: Canais de Brugges

Este aconchegante bar está em funcionamento desde 1515, fazendo dele o mais antigo em funcionamento na cidade.

A estrutura atual que abriga o Vlissinghe obviamente passou por algumas reformas ao longo destes 503 anos de história, mas a decoração permanece intocada desde o século XIX. Não é a toa que os locais o apelidaram de “o pequeno museu”.

Brasserie Cambrinus

Brasserie Cambrinus | foto: Eduardo Oliveira – Beertrip

Leva o nome do rei mitológico da cerveja e serve comida tradicional belga, além de centenas de rótulos da bebida. Fica em um edifício datado de 1699, no coração do centro histórico da cidade, e é decorado com esculturas originais do século XVII.

[Conheça também os melhores pastéis de nata de Lisboa]

Café De Garre

foto: Café De Garre

Escondido em uma viela estreita , o beco homônimo – De Garre, produz sua própria e famosa cerveja no estilo Tripel. Você vai encontrar uma atmosfera rústica e encantadora, com móveis de madeira e música clássica tocando ao fundo.

O De Garre é conhecido e amado por turistas e moradores de Bruges e fica aninhado entre dois edifícios históricos.

Le Trappist

Le Trappist Beer Trip
foto: Eduardo Oliveira – Beertrip
Descrição: Bar Le Trappist

Um dos bares mais simpáticos de Brugges, possui uma atmosfera Underground. Está localizado dentro do que parece ter sido uma antiga adega há muito tempo atrás, o atendimento é ótimo e, como de praxe, realizado por poucos staffs que já estão na casa há anos.

É possível encontrar mais de 120 diferentes cervejas em garrafa de altíssima qualidade, além de 18 cervejas na pressão. Atenção à cerveja da casa, uma Tripel belga, chamada Abbott, especialmente preparada para “Le Trappiste” na cervejaria Van Steenberge.

Já deu para perceber que você não vai conseguir visitar tudo isso em uma única visita bate-e-volta, certo?

Além dos bares, a cidade de Brugges ainda abriga um grande festival cervejeiro no mês de fevereiro e pode servir de base para exploração para outras atrações, como por exemplo o mosteiro trapista Sint Sixtus, que fica a 70km de distância e é responsável pela produção da cerveja Westvleteren, considerada por muitos como a melhor cerveja do mundo!

Mas encontrar todos essas “pérolas” não é tão fácil assim: escondidos em pequenas vielas e muito queridos pelos habitantes locais, estes bares todos não fazem questão de serem encontrados pelos turistas, muito menos fazem propagandas ou placas indicativas.

Fonte: Redação Viajar e Eduardo Oliveira da BeerTrip | acesse www.beertrip.com.br para obter mais informações e conheça mais sobre a Paris Turismo e SNEW Travel, especialistas neste tipo de roteiro e que realizam Beertrips duas vezes ao ano em datas pré-determinadas.









Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*