Conheça Goa, um pedaço de Portugal na Índia


Dez anos após a descoberta do Brasil, os navegadores portugueses então seguiram seu plano de expansão territorial e finalmente desembarcaram na Índia, em 1510.

A porta de entrada foi a belíssima ilha chamada Goa, cobiçada por ser o melhor porto comercial da região, localizada a sudoeste do pais, a cerca de 400 km a sul de Bombaim.

Mas, mesmo antes dos portugueses desembarcarem em terras indianas, Goa, datada de cerca de 2 200 a.C, foi disputada por vários impérios em batalhas sangrentas, como os mouros, árabes e ingleses. Contudo, foram os portugueses que colonizaram aquele território por mais tempo, e em 1961 Portugal saiu, dando a Goa sua liberdade, após perderem para as tropas indianas que recuperaram seu território numa missão que envolveu mais de 40 mil homens. Foi até que, em 1987 que Goa se tornou oficialmente um estado na Índia.

Goa é o menor estado da India e um dos mais ricos e mais instruídos do país. O estado é dividido em dois distritos, sendo que Angim (ou Panaji) é, simultaneamente, a capital do estado e do distrito de Goa Norte, enquanto que Margão é a capital do distrito de Goa Sul. Ambos os distritos são governados por um governador nomeado pelo governo indiano.

O idioma oficial de Goa é a língua concani. Depois de Portugal ter perdido o controle sobre Goa, o concani e a língua marata passaram a ser os idiomas mais falados no estado, depois, vêm a língua marata e a inglesa que são usadas para propósitos educacionais, oficiais e literários. Outras línguas são a hindi e a canaresa. A língua portuguesa, contudo, sucumbiu com o tempo, e e considerada língua falada pelos antepassados e tem se tornado esquecida ao longo dos anos.

Milhares de goeses também são considerados cidadãos portugueses. A lei de Portugal favorece a obtenção da nacionalidade em relação a quem vem de outras antigas colónias como Goa. Para obtê-la, basta que o cidadão goense tenha um pai ou avô que nasceu na ilha antes de 1961.

Religião

O hinduísmo (65,8%), o cristianismo (26,7%) e o Islamismo (6,8%) são as três maiores religiões goesas. O Catolicismo Romano teve incremento em Goa quando Portugal administrou o estado, proporcionando que muitos se tornassem católicos. Há ainda uma pequena comunidade judaica em Goa.

Indianos descentes de Portugueses
Crédito DailyMail

Atrações

A maior atração de Goa é, sem dúvida, sua cadeia de praias de areia dourada brilhando em sua própria atmosfera, com barracas de praia que lhe permitem relaxar junto ao mar, cobrindo você do sol escaldante.

Você pode visitar a bela praia de Colva ou a extremamente agitada Baga ou ir até Mandrem para uma experiência mais tranquila ou simplesmente sentar-se perto da água em Miramar enquanto observa caranguejos e conchas correndo para se esconder novamente.

Goa é um paraíso quando falamos de atividades de esportes aquáticos.

Colvoa
Colva é a maior, mais antiga e talvez a mais bela praia do sul de Goa

Os mercados de pulga de Goa são o melhor local para fazer compras até cair, pois pode comprar alguns dos itens mais exclusivos. Você pode ir ao Mercado Mapusa, Saturday Night Bazar e Anjuna Flea Market, que são as melhores opções para procurar encontrar artesanatos, acessórios, vestidos e ervas.

Gastronomia

A comida é apreciada totalmente em Goa, como é em toda a Índia. Os portugueses introduziram a batata, o tomate, o abacaxi e o caju na culinária, e os goeses usam a maçã do cajueiro para fazer o feni, sua versão do luar.

Os aromas, temperos e sabores da cozinha de Goa surpreenderão e provocarão até mesmo viajantes experientes: seja um clássico arroz de caril de peixe, um vindaloo picante, com suas infusões de vinagre e alho ou um molho de xacuti picante, a influência indo-portuguesa é um deleite para os paladares.

Arquitetura

A arquitetura, especialmente a das igrejas, se assemelha ao sul da Europa e também com a do Brasil. Diversos estilos arquitetônicos evoluíram, mas os exemplos mais puros da estética goense compartilham algumas características: exteriores pintados em tons brilhantes, quintais rebaixados ao estilo hindu no centro e vidraças de cascas de ostra. No sul do pais, vem se casas luxuosas ao estilo colonial português.

Além dos templos antigos, as igrejas chamam a atenção de quase todos os viajantes. Uma das visitas obrigatórias é a Basílica do Bom Jesus, que abriga o corpo preservado de São Francisco Xavier há mais de 450 anos. A outra e a Catedral da Sé, uma das maiores igrejas da Ásia, parece estar na Toscana. Seu interior cavernoso contém a Capela da Cruz dos Milagres, onde os fiéis tocam uma enorme cruz de madeira.

Basílica abriga restos mortais de Sao Francisco Xavier
Basílica esta localizada na Velha Goa

Música

Considerada uma das capitais hippie do final dos anos 1960 e início da década de 1970, Goa se destaca no cenário Psy Trance, que deu origem ao estilo Goa Trance.

Um elemento popular deste estilo é o uso de samples vocais, geralmente de filmes de ficção científica. Essas amostras contêm principalmente referências a drogas, parapsicologia, vida extraterrestre, existencialismo, experiências fora do corpo, sonhos, ciência, viagem no tempo, espiritualidade e tópicos igualmente misteriosos e não convencionais.

Fonte: Editorial Viajar









Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*