Conheça a maior arena subterrânea do mundo


Numa fachada discreta e acinzentada, em meio a uma cadeia de montanhas, se esconde um dos projetos arquitetônicos esportivos mais interessantes do mundo.

O Gjøvik Olympic Cavern Hall, localizado na região central de Gjøvik, há 122km de Oslo, na Noruega, é a maior arena pública multiuso subterrânea do mundo.

O centro esportivo não é o maior em capacidade – ja que o local comporta apenas 6 mil espectadores – , mas em profundidade. São impressionantes 120 metros de altura e nove andares, ocupando cerca de um quarteirão.

Para se ter uma ideia, cerca de 141 mil metros cúbicos de pedra foram removidos durante sua construção, em 1991, para edificar a caverna.

Conheça a maior arena subterrânea do mundo
Planta mostra a construção robusta feita em diferentes niveis

Todos os anos, o Gjøvik Olympic Cavern Hall atrai viajantes e apaixonados pelo Hóquei.  Sua pista de gelo é ponto de encontro de grandes eventos da liga Escandinava, e também foi palco dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1994 e outras partidas importantes ao longo de sua história.

Hóquei do gelo principal atração
Centro esportivo esta no mapa do Hóquei no gelo da Escandinávia

Mas não é só daquele esporte que vive a arena.  Ha ainda uma piscina de 25 metros e outra para crianças, além de restaurantes e cafés.

O salão principal, por sua vez, é projetado como um local multiuso, podendo incluir futebol de salão, handebol, basquete, vôlei, rifle e tênis, além de shows e diversos tipos de eventos.

Coco Bongo: entretenimento a Las Vegas em Cancún

Arquitetura

Como metade da superfície do país é constituída por rochas expostas, a Noruega tem a tradição de construir salões de cavernas nas montanhas para muitas finalidades, inclusive para servir como abrigos em caso de bomba. O Gjøvik Olympic Cavern Hall foi projetado para proteger o publico de possiveis ataques nucleares, químicos ou biológicos.

Os arquitetos responsáveis ​​pela caverna fizeram os primeiros esboços em 1989 e participaram ativamente na comercialização e desenvolvimento do pavilhão até estarem concluídos. Os locais olímpicos tinham a intenção de expressar a cultura e o caráter norueguês.

O salão principal traz ecos do Rei da Montanha e das cavernas dos trolls de conto de fadas, com seus reluzentes tesouros . A intenção foi dar aos visitantes exatamente esse tipo de sentimento de “conto de fadas”. Por esta razão, o gunite, que é concreto pulverizado nas paredes da caverna, é escuro e misterioso.

Conheça a maior arena subterrânea do mundo
Corredor principal, que da acesso a arena e demais facilidades

O contraste entre o escuro, o rock pesado desigual, a natureza e a tecnologia é importante, pois a escolha de cores e materiais também foi determinada pela rocha. A magnífica rocha vermelha, visível em poucos lugares, foi a base para a escolha do vermelho como cor principal.

Fonte: Redação Viajar









Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*